Ir para o conteúdo

Câmara Municipal de Vinhedo - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Câmara Municipal de Vinhedo - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social YouTube
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Twitter
Rede Social Whatsapp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
15
15 OUT 2021
ÁGUA
Rodrigo Luglio faz levantamento sobre crise hídrica na cidade e reforça pedidos para investimentos em abastecimento
PROCESSANDO ÁUDIO

Durante a 33ª Sessão Ordinária, realizada nessa quarta-feira, 13, o vereador Rodrigo Luglio (Solidariedade) fez um levantamento da real situação hídrica de Vinhedo e reforçou pedidos para investimentos em abastecimento.

“Estamos vivendo uma situação muito complicada, uma vez que essa é a maior crise hídrica dos últimos tempos. Hoje temos baixa vazão e poucas reservas, com a Represa I operando com apenas 20% de sua capacidade, Represa II com 80% e a Represa III com 0%. Isso acontece, pois, a Represa II foi preservada para manter reservas por mais tempo. Nós ainda temos água, porém o racionamento é necessário, com rodízio de abastecimento, para que possamos aguentar essa estiagem por mais tempo”, enfatizou.

A outorga de captação para Vinhedo em tempos de estiagem é de 400m³/hora, porém, atualmente o município tem captado 270m³/hora, muito abaixo, ainda mais se levar em consideração que, em épocas normais, a outorga é para a captação de 560m³/hora.

“Ainda podemos enfrentar um problema grave no retorno do abastecimento regular, como rompimento nas tubulações, água com aspecto diferente, entre outros. É preciso que a população se atente e busque informações junto à Sanebavi. Ações foram realizadas nos poços artesianos, e até o momento três já foram avaliados, um com 12m³/hora de vazão, outro com 5m³/hora e o terceiro zerado. O objetivo é chegar a 50m³/hora de vazão, somando todos os poços artesianos, a fim de complementar o abastecimento”, complementa.

O alto percentual de perda foi outro problema levantado pelo vereador. Atualmente a Sanebavi registra de 30% a 35% de perdas de água tratada, a meta de perdas é ficar abaixo de 20%.

Melhorias

Dentre as melhorias, Rodrigo Luglio reforçou a necessidade de extensão da adutora do Córrego do Bom Jardim, a fim de melhorar o abastecimento da Represa I. O investimento previsto para a canalização é de cerca de R$1.850.000,00, em uma extensão de 2,4km. Atualmente menos de 80m³/hora oriundos do Córrego do Bom Jardim chegam à Represa I, devido à captação das lagoas das Chácaras do Lagos, que hoje estão com 50% da capacidade.

Outro trabalho cobrado pelo parlamentar é o desassoreamento da Represa I. Atualmente a Prefeitura está realizando estudo de batimetria, que avalia a topografia da represa, com sondagem do lodo, para que o desassoreamento seja feito de forma ordenada. A última batimetria da Represa I foi realizada ainda em 2014. A limpeza da caixa de areia e borda também foi cobrada, com urgência.

Por fim, Rodrigo Luglio propôs a criação de programa para incentivo do uso de cisternas, prática que garantiria a manutenção do abastecimento regular por mais tempo, em épocas de estiagem.

“No Dia da Água a Sanebavi anunciou o investimento de R$10,8 milhões em abastecimentos, e o que queremos, assim como toda população, é que esse investimento seja efetivamente aplicado”, concluiu.

Fonte: Gabinete do vereador Rodrigo Luglio (Solidariedade)
VINCULADOS À PÁGINA:
Rodrigo Luglio
Seta
Versão do Sistema: 3.1.7 - 02/12/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia