Expediente da 125ª Sessão Ordinária apresenta Revisão do Plano Diretor e inicia tramitação do projeto na Câmara – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Expediente da 125ª Sessão Ordinária apresenta Revisão do Plano Diretor e inicia tramitação do projeto na Câmara

200217_125_Sessao_Ordinaria_12

Realizada na segunda-feira, 17, a 125ª Sessão Ordinária apresentou Expediente com um Requerimento e cinco Moções – uma encaminhada e quatro aprovadas por unanimidade. Sem projetos na Ordem do Dia, a Sessão encaminhou, também, quinze Indicações dos parlamentares.

Entre as Moções, destaques para o apoio à 166ª Subsecção da Ordem dos Advogados de Vinhedo pelo trabalho em prol da permanência do Posto Avançado de Trabalho em Vinhedo e, no mesmo sentido, o apelo ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

Outro destaque durante o Expediente, a Moção de Apelo nº 20/2020 solicitou do Executivo Municipal estudos técnicos para a aquisição de drones e implantação de monitoramento com os equipamentos no município.

Ainda na fase de Expediente, o vereador Marcos Ferraz (PSD), presidente da comissão permanente de Desenvolvimento Urbano, entregou ofício ao presidente Edu Gelmi (MDB) documentando o pedido da Câmara para que o Projeto de Lei Complementar 5/2020, que dispõe sobre a Revisão do Plano Diretor Participativo de Vinhedo (PDPV), tenha a tramitação em urgência especial (45 dias), alterada para tramitação normal (90 dias). O objetivo da solicitação é possibilitar maior tempo de debate e discussão do PLC.

 

Explicação Pessoal

Iniciando a fase de Explicação Pessoal, o presidente Edu Gelmi (MDB) comentou o aumento na tarifa do transporte público coletivo no município e questionou a falta de implantação do bilhete único. Segundo o parlamentar, não é necessário aguardar uma nova licitação para alterar dispositivos que permitam reduzir a carga financeira dos usuários do transporte coletivo e, também, conferir um mínimo de conforto.

O vereador Edson “PC” (PDT) apresentou na tribuna gastos do município com aluguel de imóveis e criticou os valores pagos pela Prefeitura. Em seu pronunciamento, o vereador comentou que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da entidade Reencontro foi encerrada e finalizou informando que, em breve, a Câmara fará a votação das contas de 2016 da Prefeitura, reprovadas pelo TCESP.

Carlos Florentino (PV) cobrou providências para solucionar a questão dos buracos na cidade. O primeiro-secretário da Câmara lamentou que a Rua João Edueta, que acabou de receber investimento em asfalto, já tenha buracos e cobrou mais responsabilidade das equipes de fiscalização da Administração. Segundo o vereador, a empresa que executou o serviço de pavimentação asfáltica deve ser responsabilizada e realizar o reparo.

Valdir Barreto (PSOL) destacou que, no próximo dia 19, será realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Câmara uma audiência pública para debater o “Desenvolvimento Rural Sustentável e Políticas de Fomento à Agricultura”. Em seu pronunciamento, lamentou que Vinhedo não tenha um Conselho Municipal para o Desenvolvimento Sustentável ativo nem política agrícola consistente. Segundo Valdir Barreto, a consequência da falta de planejamento e investimento no setor é a perda, por exemplo, dos produtores de uva, que estariam transferindo a cultura para cidades com política de fomento à agricultura, como Louveira.

Vice-presidente da Câmara, o vereador Sandro Rebecca (PDT) questionou a qualidade do asfalto que está sendo colocado em algumas vias da cidade e ressaltou que sua preocupação não é meramente estética – mas sim com os riscos de acidentes que um asfalto de má qualidade possa trazer. Sandro Rebecca cobrou melhor planejamento e efetividade na aplicação dos planos em Vinhedo, destacando a importância de calcular custos considerando, principalmente, o bem da população.

Rubens Nunes (MDB) discursou sobre números oficiais da Educação, incluindo alimentação servida nas escolas da rede municipal de Vinhedo e explicou que, na condição de presidente da Comissão de Saúde, Educação, Cultura e Esporte, esteve reunido com a equipe da Secretaria Municipal de Educação para dialogar sobre o tema. Em seu pronunciamento, comentou que havia apresentado solicitação para aumento do número de vagas em creches e que até abril a Prefeitura deverá iniciar o atendimento em uma nova creche, em fase final de construção na região da Capela.

Paulinho Palmeira (PV) discursou sobre a problemática da falta de professores na rede municipal e explicou que já existe planejamento feito pelo Executivo Municipal para solucionar esta dificuldade. Outro tema destacado pelo parlamentar é o mutirão que será realizado para reduzir – ou eliminar –  a fila de espera por exames na rede pública de Saúde.

Nil Ramos (PSDB) ressaltou a necessidade de utilizar a tribuna da Câmara para debater temas de importância para a população de Vinhedo. O vereador destacou que pautas em  Segurança Pública, Mobilidade e Planejamento foram debatidas com diferentes formas de entendimento no plenário. Nil Ramos também ressaltou a importância de união entre os parlamentares, que devem ouvir a população e trabalhar para ajudar a viabilizar soluções que auxiliem a comunidade.

Marcos Ferraz (PSD) destacou que o problema do asfalto ocorre também em outras cidades, notadamente em decorrência do período de chuvas. Contudo, lamentou que o investimento recém feito na Rua João Edueta já tenha buraco e afirmou que Prefeitura deverá exigir da empresa que executou a obra o retrabalho para corrigir o problema no asfalto.

Último a discursar, o vereador Geraldinho Cangussú (PV) comentou que procurou o Executivo para saber sobre o asfalto da Rua João Edueta e informou que a empresa responsável pela obra já foi notificada para fazer o recapeamento na estrada. Segundo o parlamentar, não haverá utilização de verba da Prefeitura no reparo – mas sim da empresa que executou o serviço. O parlamentar também comentou os altos custos do Executivo Municipal com o fornecimento de medicamentos por ordem judicial. Segundo ele, é necessário analisar os custos da cidade decorrentes dos Mandados de Segurança nos últimos anos para que, com os números, possa dialogar e buscar uma contrapartida do Governo do Estado, responsável legal pelo fornecimento de diversos remédios comprados com dinheiro do município.

 


Fonte: Comunicação Institucional CMV.

Últimas Notícias

Câmara suspende realização de sessões ordinárias e prazo de tramitação como medida de segurança em face da pandemia de coronavírusleia mais

Câmara acompanha parecer do Tribunal de Contas do Estado e reprova contas da Prefeitura referente ao exercício de 2016leia mais

Edu Gelmi solicita ação de desinfecção de ruas e espaços públicosleia mais

Em lembrança ao Dia Internacional da Síndrome de Down, Sandro Rebecca pede adoção de políticas efetivas de inclusãoleia mais

Flávia Bitar esclarece que não há relação de contágio do COVID-19 entre animais e humanosleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia