Sandro Rebecca questiona projeto de Lei de autoria da Prefeitura que visa alterar Lei que autorizou a aquisição de empréstimos – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Sandro Rebecca questiona projeto de Lei de autoria da Prefeitura que visa alterar Lei que autorizou a aquisição de empréstimos

Lei Municipal nº 3.892/2019 foi aprovado pela Câmara em agosto, e autoriza a Prefeitura a contrair empréstimo no valor de R$ 5 milhões para aquisição de máquinas, equipamentos, veículos e softwares, porém municipalidade pretende modificar a forma de aplicação do valor

#Paratodosverem: O vereador Sandro Rebecca sentado à mesa diretiva

Na semana passada, pela 116ª Sessão Ordinária, o vice-presidente da Câmara, vereador Sandro Rebecca (PDT), comentou sobre o envio pela Prefeitura do projeto de Lei nº 58/2019, que pretende alterar o artigo 1º da recém aprovada Lei Municipal nº 3.892/2019, que autorizou a municipalidade a contrair empréstimo junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 5 milhões para aquisição de máquinas, equipamentos, veículos e softwares.

A Lei nº 3.892/2019 foi aprovada pela Câmara em agosto, após envio às pressas pela municipalidade, que solicitava urgência na deliberação da demanda. Na época a Lei foi aprovada com seu texto original, o qual expressamente determinava que o valor do empréstimo deveria ser aplicado para a compra de máquinas, equipamentos, veículos e softwares. Porém, agora em outubro, apenas dois meses após a aprovação da Lei, a Prefeitura encaminhou o PL nº 58/2019 propondo a alteração do artigo 1º do dispositivo, substituindo a aplicação prevista para o empréstimo (compra de máquinas, equipamentos, veículos e softwares) pelo objeto genérico “financiamento de bens e serviços”, ampliando em muito o leque de possibilidades do uso do valor obtido junto ao Banco do Brasil.

“Precisamos, todo momento, lembrar o Poder Executivo sobre o quanto o Legislativo é importante. Se o projeto original não tivesse sido apresentado às pressas não teríamos que aprovar o novo projeto para ‘corrigir’ falhas quanto ao objeto do contrato, como acontecerá agora. Me preocupa na prática o fato de votarmos novamente a autorização de um empréstimo de R$ 5 milhões para pagar R$ 9 milhões, dado os juros, e agora, sem saber qual a real destinação desse valor”, questionou Sandro Rebecca.

Os altos juros previstos no contrato, de 12,1% ao ano, já foram criticados pelo parlamentar durante a aprovação do texto original, e novamente foram lembrados na sessão da última terça-feira. O período para quitação do débito é de 120 meses, dos quais 24 são de carência.

 —

Fonte: Gabinete do vereador Sandro Rebecca (PDT).

Últimas Notícias

A Câmara de Vinhedo deseja a todos boas festas!leia mais

Em último ato no ano, Câmara aprova projeto de Lei Complementar para regularização de imóveisleia mais

Edu Gelmi cobra planejamento para fornecimento do uniforme escolar no início do ano letivoleia mais

Novas placas para conscientização quanto ao uso de fogos de artifícios, em defesa ao bem-esta animal, são instaladas em Vinhedoleia mais

Rui “Macaxeira” destaca necessidade de valorização do trabalho e dedicação dos coristas em Vinhedoleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia