Sandro Rebecca apresenta Moção de Apelo contra cortes em pesquisas científicas – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Sandro Rebecca apresenta Moção de Apelo contra cortes em pesquisas científicas

Moção encaminhada à Presidência da República foi subscrita por outros oito vereadores

SR

Nessa segunda-feira, 09, pela 109ª Sessão Ordinária, a Câmara aprovou a Moção de Apelo nº 222/2019, de autoria do vice-presidente da Câmara, vereador Sandro Rebecca (PDT), que pede ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao ministro de Educação, Abraham Weintraub, que repensem os cortes em investimentos em pesquisas científicas.

A moção foi subscrita pelo presidente da Câmara de Vinhedo, Edu Gelmi (MDB), e pelos vereadores Ana Genezini (MDB), Carlos Florentino (PV), Edson PC (PDT), Flávia Bitar (PDT), Marcos Ferraz (PSD), Rui Macaxeira (PSB) e Valdir Barreto (PSOL).

Em março desse ano a União anunciou o corte no orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a diminuição do repasse ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com isso, o pagamento de bolsas de estudo para alunos de pós-graduação só pôde ser efetuado até o mês de julho, o que, de acordo com especialistas do setor, representa o fim de praticamente toda a pesquisa científica no país em 2019.

A fim de que tal decisão seja revertida ou ao menos reavaliada, Sandro Rebecca, com apoio de oito vereadores, encaminhou a Moção de Apelo à Presidência da República e ao Ministério de Educação.

Subordinado ao MCTIC, o CNPq é a principal agência de fomento à pesquisa científica do país, e atualmente banca 11 projetos de pesquisa que somam um total de 80 mil bolsas de estudo para a pós-graduação. De acordo com levantamento do jornal O Globo, a agência já possuía um rombo de R$ 300 milhões em seus cofres devido ao baixo orçamento previsto para 2019, o que foi agravado com o decreto presidencial do final de março, diminuindo em 42,2% o orçamento esperado pelo Ministério para 2019.

Durante a 109ª Sessão, Sandro Rebecca comentou sobre sua moção. “Se alguém ainda não é convencido de que destinar uma verba para fomento de pesquisas científicas é importante para que os pensadores possam trazer benefícios ao país, lhes apresento algumas informações. Nós temos o BRICS, do qual, junto ao Brasil, a China faz parte, e apresenta uma relação de 150 doutores para cada quatro doutores no nosso país, uma absurda discrepância, que se tornará ainda maior com o corte no investimento em pesquisas. Para cada dólar investido em pesquisas em tecnologia de combustíveis no Brasil, os EUA, como exemplo, investem US$ 80,00. Não há mágica se não investirmos em educação séria. Precisamos romper a preguiça político-partidária, que ignora as opiniões de técnicos”.

Em relação à Vinhedo, o parlamentar comparou o fato de que a cada R$100,00 investidos em universidades federais R$42,00 são para pagar salários, enquanto na cidade a cada R$100,00 arrecadados em impostos aproximadamente R$50,00 são para o pagamento do funcionalismo público, o que representa uma má gestão de recursos. “Não sou contra pagar um bom salário, desde que a comunidade tenha um benefício à altura”.


Fonte: Gabinete do vereador Sandro Rebecca (PDT)

Últimas Notícias

Câmara debate flexibilização para o comércio e devolve projeto de novo financiamento proposto pelo Executivoleia mais

Edu Gelmi devolve Projeto de Lei que propõe endividamento do município em mais R$ 7 milhõesleia mais

Câmara aprova Moção de Apelo de Marcos Ferraz para que Prefeitura adote política de isolamento inteligenteleia mais

Câmara sedia Audiência Pública da Fazenda para prestação de contas do 1º quadrimestreleia mais

Edu Gelmi participa de reunião do Parlamento Metropolitano sobre o enfrentamento do coronavírusleia mais



Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia