Marcos Ferraz se posiciona acerca da aprovação do Plano de Mobilidade Urbana – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Marcos Ferraz se posiciona acerca da aprovação do Plano de Mobilidade Urbana

Projeto de Lei Complementar nº 02/2019 foi aprovado com 28 emendas

MF

A Câmara de Vinhedo aprovou nessa segunda-feira, 09, pela 109ª Sessão Ordinária, o projeto de Lei Complementar nº 02/2019, o Plano de Mobilidade Urbana, com 29 emendas, aprovadas dentre 32 apresentadas, todas pautadas em debates do Legislativo junto à população.

Ao comentar sobre a aprovação do Plano, o vereador Marcos Ferraz (PSD) enfatizou importância da participação popular na elaboração das emendas. “Os vereadores poderiam ter feito emendas ao projeto sem consultar a população, baseado apenas em seus pontos de vista, porém não entendo que isso seja o correto, pois considero fundamental a participação popular. Por isso, as emendas aprovadas aqui hoje foram baseadas em sugestões populares, sugestões essas apresentadas em audiência nessa Casa de Leis e nas diversas reuniões realizadas pela cidade para debater o tema, das quais participei da maioria”.

O vereador reforçou ainda a importância em se manter o respeito no debate de projetos e foca no bem comum à comunidade vinhedense. “Em relação aos extremistas, devemos entender que isso sempre vai haver, no mundo todo. O fato de termos convicções não nos obriga a sermos extremistas ou intransigentes. Devemos saber respeitar sempre os demais. Posso ter total divergência à opinião alheia, mas sempre irei respeitar, tendo as cores da bandeira de Vinhedo acima de qualquer interesse”.

Sobre o projeto em si, Marcos Ferraz enfatizou que, como o nome sugere, o Plano é apenas um previsão de trabalhos que podem vir a ser realizados no futuro, e questionou a alegação de inconstitucionalidade da propositura por Valdir Barreto (PSOL), por não constar no PLC previsão orçamentária para a realização dos serviços. “A Lei diz que o Plano nada mais é do que um plano para o futuro, que pode vir a ser executado ou não no futuro. A execução dependerá, futuramente, da viabilidade, da necessidade e da possibilidade financeira do município. Aí sim, caso seja possível a execução dessas obras, elas serão inclusas na LDO, LOA e PPA, virando tema orçamentário. Não devemos falar da alocação de recursos financeiros nesse momento, sem sequer sabermos se o plano será executado. Portanto, não etendo que cabia análise de inconstitucionalidade pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara sobre esse projeto”.

Fonte: Gabinete do vereador Marcos Ferraz (PSD)

Últimas Notícias

Com 29 emendas, Câmara aprova Lei Orçamentária Anual para o ano de 2020leia mais

Criado por Carlos Florentino, Projeto de Lei aprovado na Câmara proíbe gastos com marca e slogans de governoleia mais

Edson PC justifica ausência em votação da LOA para 2020leia mais

Redes sociais espalham fake news sobre Sandro Rebecca após vereador questionar supostos gastos milionários da Prefeituraleia mais

Paulinho Palmeira apresenta Moção de Apelo ao governador do Estado para duplicação da Rodovia Miguel Melhado Camposleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia