Edu Gelmi critica fechamento do Teatro Municipal e falta de planejamento para a solução dos problemas – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Edu Gelmi critica fechamento do Teatro Municipal e falta de planejamento para a solução dos problemas

EG

O presidente Edu Gelmi (MDB) criticou a falta de eficiência do Executivo em relação à manutenção do Teatro Municipal “Sylvia de Alencar Matheus”. Durante a 117ª Sessão Ordinária, o vereador lamentou que o equipamento cultural permaneça fechado há quase um ano sem que os reparos tenham sido realizados.

“Dia 21 de dezembro de 2018 o Teatro Municipal de Vinhedo abriu pela última vez. Ou seja, as vésperas do Natal deste ano, completará um ano fechado – porque até lá, com certeza, não vão conseguir consertar”, lamentou Edu Gelmi, logo no início de seu pronunciamento na noite desta segunda-feira, dia 4.

O parlamentar explicou que o Teatro foi fechado pelo então secretário Gilberto Lorenzon, que na época comandava duas importantes pastas – Educação e Cultura. “O Teatro foi fechado para fazer uma reforma… uma reforma eterna. É uma vergonha a população ficar um ano sem poder usar aquele que é um patrimônio público”, criticou.

Edu Gelmi anunciou que, a pedido de algumas mães de alunos das “Oficinas Culturais”, realizará uma reunião para saber detalhes das apresentações de encerramento do ano. “O atual secretário, Wagner Pavarin, está fazendo o possível e impossível para adaptar a quadra da Escola Municipal Integração, onde deverão ser realizadas cerca de doze apresentações, cada qual com média de público entre 300 a 500 pessoas – além dos jovens que se apresentam”, considerou.

Edu Gelmi também explicou que o valor do investimento para o equipamento cultural é incerto: “alguns falam em R$ 90 mil, outros em R$ 150 ou R$ 200 mil… Ninguém determina o valor da obra… não reagem, não fazem nada e o Teatro continua fechado”.

Para o presidente da Casa de Leis vinhedense, o prejuízo do fechamento do Teatro vai além do valor que deveria ter sido investido na reforma: “Quantos eventos deixaram de ser feitos porque simplesmente não consertaram aquilo que deveriam ter consertado? Não realizamos eventos culturais como o Abril Cultural, Canta Inverno, Vinhedo em Cena, Dança Vinhedo… Outros eventos, ainda, de particulares que pagam pela utilização do Teatro, como Studio A, Academia Ame e escolas como Progresso, Sant’Anna e Príncipe da Paz também não foram realizados aqui. O do Progresso, por exemplo, foi no Teatro do Shopping Iguatemi, em Campinas…”,

O presidente da Câmara concluiu sua fala alertando para a gravidade da situação: “daqui a pouco, o que custaria R$ 200 mil vai custar quanto? Porque se não arrumar, vai deteriorando mais… É um show de horror de administração, um horror de planejamento… e a população à deriva em todos os quesitos… teatro, água, escolas que precisam de manutenção… estamos esperando, mas pouco acontece…”, finalizou Edu Gelmi.


Fonte: Gabinete da Presidência | Vereador Edu Gelmi (MDB)

Últimas Notícias

Falta de médicos e remédios é tema de Edu Gelmileia mais

Projeto com revisão do Plano Diretor chega para análise dos vereadores na Câmara de Vinhedoleia mais

Sandro Rebecca recomenda revisão de políticas públicas em Saúde no municípioleia mais

Câmara de Vinhedo convida escolas para edição 2020 do Parlamento Jovemleia mais

Edu Gelmi cobra conclusão da obra no Córrego Sterzeckleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia