Edu Gelmi analisa dados da Audiência Pública da Fazenda e comenta a arrecadação e dívidas do município – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Edu Gelmi analisa dados da Audiência Pública da Fazenda e comenta a arrecadação e dívidas do município

Com comprovado crescimento da arrecadação, vereador questiona falta de gestão para aplicação de recursos que deveriam ser destinados à população

Fotografia: Edu Gelmi em pronunciamento na tribuna

Durante seu discurso na 86ª Sessão Ordinária, realizada na quarta-feira (6), o presidente Edu Gelmi (MDB) analisou brevemente os números apresentados na Audiência Pública da Fazenda, com dados referentes aos terceiro quadrimestre de 2018. Segundo planilha apresentada pelo Executivo na audiência, a arrecadação de Vinhedo aumentou e o município teve um superávit, mas os benefícios destes números não chegaram à população.

O presidente da Câmara, que já foi membro da Comissão de Finanças e Orçamento no Legislativo, acompanhou a apresentação feita pela equipe da Secretaria da Fazenda na audiência de quinta-feira, dia 28 e comparou os dados com registros financeiros desde 2002, quando Vinhedo ocupava a 11ª posição no ranking dos municípios em renda per capita.

“Em 2016, Vinhedo foi parar na 17ª posição; mas em 2018 já se demonstrava que a arrecadação subiu, ultrapassando o orçamento estimado em mais de R$ 21 milhões. Também em 2018, o custo da folha de pagamentos caiu de 54% para 49,15% – mas a dívida do município continuou em R$ 93 milhões. E cadê o superávit?”, comenta Edu Gelmi.

O vereador questiona a destinação do superávit apontado durante a audiência pública e lamenta que a Administração Municipal mantenha gastos como o aluguel de veículos quando a cidade precisa de asfalto e iluminação, entre outros investimentos.

“Com toda a desgraça que se fala no país, Vinhedo manteve um orçamento linear e conseguiu arrecadar, mas fez poucas melhorias”. Entre os investimentos que deveriam ser realizados, Edu Gelmi aponta os direitos dos servidores públicos municipais: “não estou falando em ganhos, mas sim em direitos garantidos por Lei que não estão sendo depositados, como o biênio e o quinquênio”, completa.

Edu Gelmi avalia a situação como “falta de gestão” e alerta para outros problemas que também devem prejudicar o cidadão: “já perdemos médicos e estamos na iminência de perder mais; já alertamos a Prefeitura para esta situação”, finaliza o presidente da Câmara.

 


Fonte: Gabinete da Presidência | Vereador Edu Gelmi (MDB)

 

 

Últimas Notícias

Nova licitação para pavimentação asfáltica contemplará pedidos de Paulinho Palmeiraleia mais

Prefeito atende pedido de vereadores e inicia obras de readequação do pontilhão da Anhanguera, que dá acesso à região da Capelaleia mais

Paulinho Palmeira enaltece o reinício das obras da Interligação da Av. Independência com Av. Joaquim Alves Corrêa, em Valinhosleia mais

Sandro Rebecca comenta Moção de Apelo para intensificação de aulas onlineleia mais

Moção de Apelo de Marcos Ferraz solicitando intensificação das aulas online durante a pandemia é aprovada por unanimidadeleia mais



Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia