Servidores da Prefeitura protestam durante Sessão contra o corte das férias – Câmara Municipal de Vinhedo
Câmara Municipal de Vinhedo

Servidores da Prefeitura protestam durante Sessão contra o corte das férias

Municipalidade cortou as férias já agendadas por servidor por suposta falta de verba. Manifestação levou à suspensão da 27ª Sessão, que só foi concluída nessa terça-feira, 05

170904_27_Sessao_Ordinaria (65)

Servidores da Prefeitura de Vinhedo lotaram o plenário da Câmara nessa segunda-feira, 04, durante a 27ª Sessão Ordinária, para protestar contra o corte das férias anunciado pela municipalidade nos últimos dias. O motivo do corte seria a suposta falta de verba para pagamento do 1/3 adicional de férias aos funcionários.

A sessão seguia bem durante o expediente e Ordem do Dia, porém teve de ser suspensa por alguns minutos já durante a fase de explicação pessoal devido a manifestações da platéia.

As manifestações continuaram e por volta das 21 horas a sessão foi levantada para ser retomada nessa terça-feira, dia 05, para conclusão da fase de explicação pessoal.

No expediente da noite foram apresentados 44 projetos de Decreto Legislativo, uma emenda modificativa à Projeto de Lei, dois requerimentos, seis moções e 26 indicações.

Ordem do Dia

Na Ordem do Dia foi aprovado por unanimidade o projeto de Resolução nº 05/2017, de autoria do vereador Edson PC (PDT) que autoriza à Câmara a transmitir, em tempo real, as sessões através do Youtube e Facebook.

Recentemente, logo após o recesso parlamentar, a Câmara já iniciou as transmissões ao vivo via Facebook, e agora deverá transmitir também pela plataforma Youtube, em conformidade com a nova Resolução.

Tribuna de Representantes

Dois representantes da comunidade civil se inscreveram para se pronunciar na Tribuna de Representantes da Câmara.

Primeiro a falar, o presidente do Conselho de Segurança Comunitário de Vinhedo (CONSEG), Coronel Aviador Ricardo Guidi, comentou sobre a importância da elaboração de uma regulamentação às atividades artísticas e de entretenimento promovidas por pessoas em semáforos da cidade, em troca de doações.

“Essas manifestações em semáforos e cruzamentos tem se tornado recorrente em nossa cidade, e a Guarda Municipal tem adotado a política de tolerância zero à essa atividade. O cidadão repreendido, em alguns casos, responde dizendo que está sendo impedindo de exercer uma atividade artística livre, porém o CONSEG entende que tal atividade gera risco à população e a ele próprio, já que estão em local inadequado e frequentemente realizam malabares com instrumentos cortantes, além de distrair os motoristas. Para resolver o problema, encaminhamos ofício à Câmara para elaboração de uma lei que normatize a atividade, por questão de segurança, assim como já acontece em outras cidades”, explicou.

Na sequência o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Vinhedo, Donizete Vicente Ribeiro, falou sobre o projeto de Lei de iniciativa popular para derrubar o Decreto nº 162 da Prefeitura que autoriza o corte do vale alimentação aos servidores que faltarem ao serviço mais de um dia no mês, mesmo com atestado.

“Esse projeto visa desatrelar o nosso vale alimentação da assiduidade, e precisamos muito do apoio dessa Casa. Entendemos que esse Decreto traz um prejuízo grave aos nossos servidores, que tem trabalhado doente para não ser atingido com esse corte maldoso. Vinhedo foi a única cidade da região a adotar esse corte, derrubando a justificativa que a medida foi tomada por conta da crise. Além do apoio dessa Casa também pediremos apoio à população. O vale alimentação é de cerca de R$ 500,00, portanto faz muito diferença para nossos servidores, cujo salário base é em torno de R$ 1.000,00 reais”, afirmou.

Explicação Pessoal

Rubens Nunes (PMDB) abriu a fase de explicação pessoal declarando seu apoio aos servidores contra o corte das férias. “Não concordo com o cancelamento de férias, já que todos os servidores fazem um planejamento assim que tem suas férias autorizadas. Nós vereadores conversamos com o Prefeito, que teve a sensibilidade de afirmar que reverá o cancelamento das férias daquelas pessoas que já tenham alguma viagem marcada. É importante que as férias já marcadas sejam respeitadas, que haja um diálogo entre Prefeitura e servidores”.

Rodrigo Paixão (REDE), por sua vez, convocou a população a participar de audiência pública sobre a Fazenda Cachoeira. “É importante que a população acompanhe, pois trata de meio ambiente e há uma indenização que deve ser paga, praticamente no valor da própria Fazenda, questão a qual devemos prestar muita atenção”.

Sobre segurança no trânsito, Paulinho Palmeira (PV) reforçou a importância da implantação de sinalização adequada na cidade. “Estive hoje com o secretário de Transportes, oportunidade em que ressaltei a importância da repintura de faixas de pedestres, um pouco atrás dos cruzamentos, de modo que os veículos não mais invadam a faixa e possam ver o cruzamento para realizar uma travessia segura”.

O presidente da Câmara, vereador Nil Ramos (PSDB), também abordou as questões levantadas pelos servidores públicos. “Com relação ao vale alimentação, sobre o qual há boatos que seria cortado, confirmei com o prefeito hoje que nada disso irá acontecer, todos os servidores seguirão recebendo o BIQ. Já em relação às férias, conversamos com o Executivo para rever a situação. Deixamos claro nosso total apoio aos servidores em relação à essa questão”.

Marcos Ferraz (PSD) comentou sobre os casos de furtos na Nova Vinhedo. “Sabemos que os assaltantes que atuavam na Nova Vinhedo foram presos e já liberados, e isso é um problema de nossa legislação, o que ainda me revolta. Cumprimento a Polícia Civil e a Guarda pelo trabalho, mas questiono nossa legislação arcaica que não consegue coibir atos criminosos como esses furtos”.

Ainda sobre o corte das férias, Edu Gelmi (PMDB) criticou a decisão da Prefeitura. “Tenho 99% de certeza que a Prefeitura tomou essa atitude por não ter dinheiro para pagar. Infelizmente é isso que tem acontecido com a administração vinhedense. A Prefeitura não pode com uma canetada prejudicar mais de 3 mil servidores, isso é inadmissível. O descaso da Prefeitura não é apenas com os servidores, mas com toda a população”.

Edson PC afirmou que os servidores precisam ser mais radicais ao tratar de ações desrespeitosas da Prefeitura. “Eu sou radical e sei que é a melhor forma de tratar com quem não respeita seus direitos. Acredito que os servidores precisam ser mais radicais. Peço ao sindicato que montemos um grupo para tratar com a Prefeitura. Não é possível que de 3 mil servidores apenas as dezenas que vieram aqui hoje estão lutando pelos seus direitos”.

Carlos Florentino (PV) comentou sobre sua visita aos comércios da Rua São Paulo. “Após os casos de furto visitamos cada um dos comércios da Rua São Paulo para conhecer as reivindicações dos comerciantes acerca da segurança. Na semana que vem nos reuniremos com o secretário de Transportes e Defesa Social e com a delegada da Polícia Civil para repassar todas as sugestões apresentadas pelos comerciantes e elaborar melhorias no quesito”.

Sandro Rebecca (PDT) concluiu a fase de explicação pessoal destacando a importância do combate a proliferação de animais peçonhentos. “Não podemos omitir nossa responsabilidade, como Poder Público, no caso da proliferação de escorpiões. Isso é resultado do acúmulo de entulho e outras práticas, e, portanto, devemos fazer um trabalho de conscientização junto a população, me especial nas escolas. Conversei com o diretor de Educação para promover uma campanha junto às escolas da rede municipal, ainda mais nessa época do ano, em que a falta de umidade contribui para a proliferação do animal”.

 

** Clique aqui para ver os vídeos da 27ª Sessão Ordinária

 


Fonte: Comunicação Institucional da Câmara Municipal de Vinhedo

Últimas Notícias

Edu Gelmi pede mais participação e melhor planejamento da Secretaria de Educaçãoleia mais

Câmara aprova emendas debatidas com a comunidade para o Plano Municipal de Mobilidadeleia mais

Rubens Nunes apresenta Moção de Apelo para manutenção da passarela que liga Nova Canudos ao Centroleia mais

Marcos Ferraz se posiciona acerca da aprovação do Plano de Mobilidade Urbanaleia mais

Rui “Macaxeira” solicita poda de galhos em trechos da Estrada da Capelaleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia