Câmara Municipal de Vinhedo

Edu Gelmi comenta classificação de Vinhedo em ranking que aponta as melhores cidades para viver no Brasil

Índice FIRJAN de Desenvolvimento avaliou emprego e renda, saúde e educação para definir as cidades mais desenvolvidas

EG

O presidente Edu Gelmi (MDB) usou parte de seu discurso pela 85ª Sessão Ordinária para comentar o novo ranking das cem melhores cidades para viver no Brasil – um levantamento medido pelo Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) que aponta Vinhedo como a vigésima melhor cidade do país. Para o vereador, mais que apenas considerar o posicionamento de Vinhedo no ranking, é necessário avaliar se os índices expressam a real opinião da comunidade vinhedense sobre Saúde e Educação.

Logo no início de seu pronunciamento, o vereador fez questão de parabenizar a administração de Louveira, cidade que lidera o ranking nacional pelo segundo ano consecutivo, conforme IFDM, índice calculado com base em emprego e renda, saúde e educação para definir quais são as cidades mais desenvolvidas, entre os 5.471 municípios do país – onde vivem 99,5% da população brasileira.

O presidente do Legislativo afirma que para Vinhedo a vigésima posição no ranking nacional é boa, mas que é necessário observar a realidade sob a vivência do munícipe e, nesse sentido, “precisamos melhorar em várias áreas”.

 “Vivo em Vinhedo e gosto de Vinhedo, mas essa vigésima colocação será que está correta para o vinhedense? Será que a Educação realmente está num bom nível? E a Saúde? Vocês sabem que mais de vinte médicos já pediram a conta na rede e foram embora?”, questiona Edu Gelmi.

O vereador explica que mesmo diante do profissionalismo e competência do atual secretário de Saúde, há inúmeras reclamações de munícipes, e lamenta o que considera ser “falta o aporte do Chefe do Executivo”.

“Queremos ver a realidade. Não precisamos ser a melhor do mundo em Saúde, mas precisamos oferecer um respaldo melhor para as pessoas. Sabemos que em Clínica Geral o vinhedense já enfrenta três meses de espera”, lamenta o vereador. E completa: “não é que estejamos ruim ou péssimo, mas sim porque com a arrecadação de Vinhedo deveríamos estar bem melhor”.

Sobre Educação, outro fator avaliado pelo IFDM, Edu Gelmi destaca o excelente trabalho realizados por professores e diretores da rede municipal, mas lamenta que a estrutura necessária não esteja adequada às necessidades das escolas.

“Será que a habilidade e a luta do professor e diretor são suficientes? Será que a estrutura para dar aula não vale nada? Em minha opinião, numa cidade na qual a Secretaria de Educação tem mais de R$ 120 milhões e falta estrutura em escola, o título não é merecido, pois temos que melhorar muito para estar em vigésimo lugar”, finaliza Edu Gelmi.


Fonte: Gabinete da Presidência | Vereador Edu Gelmi (MDB)

Últimas Notícias

Conselho de Desenvolvimento da RMC indicará representantes para Câmara Temática da Causa Animal, proposta de Flávia Bitarleia mais

Valdir Barreto aponta falhas e sugere melhorias para o CAPSleia mais

Edu Gelmi questiona falta de professor em escola da rede municipal de Educaçãoleia mais

Alunos da escola Sant’Anna International School participam de programa “Conheça a Câmara”leia mais

Rubens Nunes e Geraldinho Cangussú conhecem atendimento prestado pela Carreta da Mamografialeia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia