Câmara Municipal de Vinhedo

Câmara aprova quatro projetos para implantação de datas de conscientização no Calendário Oficial do Município

SESSAO

Cinco proposituras foram provadas na Ordem do Dia da 86ª Sessão Ordinária, realizada excepcionalmente nessa quarta-feira de cinzas, dia 06.

A Casa aprovou quatro matérias que incluem datas ou semanas de conscientização no Calendário Municipal. De forma unânime, foi aprovado o projeto de Lei nº 66/2018, que institui a Semana da Cultura Cristã em Vinhedo; o projeto nº 70/2018, que institui a Semana Jovem; o projeto nº 75/2018, que institui a Semana Municipal de Prevenção à Violência na Primeira Infância; e o projeto nº 01/2019, que institui o mês de conscientização Janeiro Branco, destinado à divulgação, tratamento, promoção de ações educativas e de conscientização para a difusão da saúde e bem estar mental e emocional.

Por oito votos a um, o substitutivo nº 1 ao projeto de Lei nº 23 foi também aprovado na noite, alterando textualmente o projeto de Lei nº 23/2018, que trata da tramitação de Projetos de Leis e Proposta de Emenda à Lei Orgânica de iniciativa popular de acordo com o art. 44, da Lei Orgânica do Município de Vinhedo. Como não teve votação unânime, a propositura passará por novo pleito na próxima semana.

Expediente

Antes da leitura da pauta do Expediente, a pedido de Marcos Ferraz (PSD), foi lido na íntegra o relatório final da Comissão de Assuntos Relevantes do Transporte Público.

Na pauta do expediente foram apresentadas uma emenda aditiva e uma modificativa ao projeto de Resolução nº 6, cinco requerimentos, sete moções e 20 indicações.

Explicação Pessoal

Flávia Bitar (PDT) abriu os discursos comentando sobre o projeto de Lei nº 75/2018, que institui a Semana Municipal de Prevenção à Violência na Primeira Infância, o qual vê relação com o projeto da Procuradoria da Mulher, de sua autoria. “Esse projeto, de autoria de Sandro Rebecca, se encaixa como uma luva no meu projeto sobre a Procuradoria da Mulher, pois ambos buscam a prevenção da violência dentro das casas das famílias, através do poder públicos, agentes de saúde e membros da OAB”.

O presidente da Câmara, vereador Edu Gelmi (MDB), comentou sobre a Moção de Apelo, de sua autoria, que cobra à CPFL que realize adequações na rede do Distrito Industrial. “Essa moção corresponde a um apelo de fato. Conversei com quatro empresários e todos me confirmaram o quanto é recorrente a queda de energia na região, principalmente em dias de chuva. Portanto, apelo à CPFL que se antecipe aos problemas, melhore a infraestrutura de sua rede no bairro”.

Edson PC (PDT) denunciou as más condições de uma creche particular que atende crianças matriculadas na rede municipal por meio de parcerias. “O vídeo mostra que em apenas uma sala tinham mais de 25 cranças, que ficam apertadas, em más condições. Eu recebi a denúncia de mais de três pessoas, e fui conferir a superlotação das salas. A alimentação também não segue  o cardápio da Prefeitura”.

O projeto da União para Reforma da Previdência foi criticado por Carlos Florentino (PV). “Lhes pergunto se após a aprovação da Reforma da Previdência alguém contratará profissionais acima de 50 anos. Teremos uma onde de desempregados nessa faixa etária, que não poderão ter aposentadoria pelo valor máximo da categoria por não atingir a absurda idade mínima de 65 anos exigida no novo projeto. A situação é ainda pior para o produtor rural”.

Em seu primeiro discurso em Sessão Ordinária após voltar a assumir uma cadeira na Câmara, Valdir Barrato (PSOL) explicou os motivos de substituir Rodrigo Paixão (REDE) e o perfil de seu mandato. “Com o afastamento de Rodrigo Paixão eu assumo por ser o suplente da coligação. Não há salvadores da pátria, e nosso mandato entende que só o povo mobilizado consegue mudar a cidade, mudar nosso país. Fico contente quando vejo um coletivo presente nessa Casa, trabalhando para que se mudem políticas públicas voltadas à mulher”.

Sobre saúde pública, Sandro Rebecca (PDT) divulgou algumas campanhas. “Precisamos divulgar questões de saúde pública e em relação à população precisa entender que o combate não cabe apenas ao poder público. É preciso que cada adote as medidas de prevenção, como evitar o acúmulo de água parada tampando as caixas d’água, secando os vazos de flores etc”.

Rubens Nunes (MDB) comentou sobre sua visita, acompanhado de comitiva da Prefeitura e outros vereadores, à fábrica da Mexichem, em Sumaré. “Fomos conhecer novas tecnologias em tubos e conexões, buscando o melhor custo benefício para oferecermos melhores serviços em saneamente para nossa cidade. A empresa oferece treinamentos à profissionais de saneamente, e acradito que esse treinamento acontecerá na Sanebavi. Cumprimento e agradeço o vinhedense Biguetto, funcionário da Mexichem que permitiu que a visita fosse realizada”.

O carnaval vinhedense ganhou comentários de Paulinho Palmeira (PV). “Cumprimento os blocos que abrilhantaram nosso carnaval, essa que é a maior festa popular de nosso país. É triste vermos pessoas que não entendem a importância dessa festa. A edição desse ano teve mudanças, e essa não foi a primeira e nem será a última em relação ao nosso carnaval. Entendo ter sido acertada a decisão de transferir o evento para o Parque Municipal”.

Por fim, Marcos Ferraz (PSD) também falou sobre o carnaval da cidade. “Na forma que o evento estava sendo realizado nos últimos anos, na região central, correríamos riscos de enfrentar graves problemas no evento. Infelizmente a definição da nova forma de organização do carnaval deveria ter sido tratada já há meses atrás, o que no houve. Graças a Deus, apesar do pouco tempo de preparação, o evento no Parque Municipal foi muito agradável. Parabenizo os envolvidos”.


Fonte: Comunicação Institucional CMV.

Últimas Notícias

Câmara sedia 3ª Reunião e Assembleia Geral do Parlamento Metropolitano da RMCleia mais

Sandro Rebecca propõe estudos para melhoras na inclusão do jovem no mercado de trabalholeia mais

Geraldinho Cangussú relembra programação da Operação Cidade Limpaleia mais

Ana Genezini convida população a prestigiar Marcha para Jesusleia mais

Edu Gelmi comenta gravidade da dívida do município e parcelamento do prejuízo pelos próximos dezessete anosleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia