Câmara Municipal de Vinhedo

Queda de helicóptero em espaço de eventos no Altos do Morumbi motiva Sandro Rebecca à questionar regulamentação de empreendimentos em Vinhedo

Helicóptero caiu no último sábado, dia 05, após tentativa de deixar noivos no local da cerimônia do casamento

No último sábado, dia 05, um helicóptero caiu e pegou fogo após tentativa de pouso para deixar a noiva no Espaço Medieval, localizado no Altos do Morumbi, local onde foi realizada cerimônia de casamento. Apesar de o acidente não ter tido vítimas fatais e de a cerimônia ter prosseguido, o vereador Sandro Rebecca (PDT), morador da região, reforçou a importância da regulamentação para autorização de funcionamento de empreendimentos na cidade.

Ainda no ano passado, por meio do requerimento nº 118/2017, Sandro Rebecca já havia solicitado informações sobre o alvará de funcionamento, laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e autorização ambiental do Espaço Medieval, localizado no bairro do Altos do Morumbi, porém recebeu respostas parciais.

Na seara ambiental, a Secretaria de Meio Ambiente esclareceu que em 1ª vistoria foi formulado laudo de infração visando cessar qualquer ação não condizente com a preservação ambiental. Na época o empreendimento despejava dejetos no riacho que corre atrás da construção, porém se prontificou em reparar quaisquer danos. Ao final de 2017, em 2ª vistoria, foi confirmado que o empreendimento cumpriu suas obrigações ambientais.

Em relação à questão tributária, o município não encaminhou na resposta do requerimento a notificação que afirmava ter feito ao empreendimento para adequação, portanto, não se sabe até o momento qual o teor da notificação, se havia alguma irregularidade e, caso afirmativo, qual seria.

Já em relação ao laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros a resposta apresentada era ilegível.

“A Prefeitura fez meia lição de casa, respondeu parcialmente o requerimento. Outro problema, é que toda a documentação encaminhada pela Prefeitura no ano passado não diz respeito à reinauguração do Espaço Medieval, pois a queda do helicóptero ocorreu justamente em uma festa na parte nova do prédio, cuja documentação desconhecemos”, salientou.

Por fim, Sandro Rebecca ressaltou que acredita que a causa do acidente não foi uma condição insegura do espaço, mas um ato inseguro .“A cidade de Vinhedo precisa cobrar o justo dos empreendedores, nada mais do que isso, os procedimentos que devem ser cumpridos, conforme exige a legislação. Por isso, anseio a regulamentação de nossos empreendimentos. Para quem busca investir seu dinheiro na cidade, gerar renda, trazer benefícios, sempre será bem-vindo, mas é preciso que tenham consciência e clareza, que a cidade não abre mão do cumprimento das normas de segurança e meio ambiente”!

Em relação ao helicóptero, relatório da ANAC divulgado nesta segunda-feira aponta  que a empresa não tinha licença para táxi aéreo, ou seja, realizar atividade remunerada com a aeronave, neste tipo de evento.

 


Fonte: Gabinete do vereador Sandro Rebecca (PDT)

Últimas Notícias

Rubens Nunes propõe ações nas Represas, passarelas e Cartão Zona Azulleia mais

Geraldinho Cangussú parabeniza Educação Municipal pelo desenvolvimento comprovado no IDEBleia mais

Nil Ramos sugere instalação de poço semi-artesiano para reforçar abastecimento de água na Capelaleia mais

Comissão Processante que analisa denúncia contra o prefeito realizará oitiva de testemunhas nessa sexta-feira, 14leia mais

CPI da “massa asfáltica” realizará primeiras oitivas na próxima segunda-feira, dia 17leia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia