Câmara Municipal de Vinhedo

Câmara autoriza Prefeitura a celebrar oito novos convênios para recebimento de verbas estaduais e federais

Verbas seriam destinadas para aquisição de medicamentos e equipamentos para saúde, recapeamento de vias e instalação de novas academias ao ar livre

Das 11 proposituras constantes na Ordem do Dia da 64ª Sessão Ordinária, realizada nessa segunda-feira, 13, oito tratavam da autorização a celebração de convênios, por parte da Prefeitura com órgãos do Estado de São Paulo ou da União, para o recebimento de verbas para investimentos em áreas específicas.

Os projetos de Lei nº 31, 32, 33, 35, 36, 38, 39 e 41, que tratam dos convênios, foram votados englobadamente e aprovados por unanimidade. Cinco dos convênios autorizados permitirão o recebimento de verbas pelo município para a aquisição de medicamentos e equipamentos para a saúde, dois outros convênios são destinados ao recapeamento de vias, e um é voltado à aquisição de novas academias ao ar livre.

Antes da aprovação dos convênios foi aprovado na noite o projeto de Lei Complementar nº 4/2018, que institui e regulamenta as taxas de análise de pedidos de licenças e emissão de documentos pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo.

Os demais projetos de Lei aprovados na noite foram o de nº34/2018, que institui no Calendário Oficial do Município a Festa Italiana de Vinhedo; e o de nº 40/2018, que altera a Lei Municipal nº 3.738, o Programa de Parcerias Público-Privadas do município, vinculando o firmamento de quaisquer parcerias, concessões e permissões à prévia aprovação pelo plenário da Câmara.

Expediente

Originalmente, a pauta da 64ª Sessão contava com um projeto de Lei, um requerimento, cinco moções e 13 indicações, porém o projeto de Lei nº 44/2018, de autoria de Sandro Rebecca (PDT), foi retirado da pauta a pedido do próprio vereador, para alterações.

O requerimento e as moções foram aprovados por unanimidade.

Explicação Pessoal

Sandro Rebecca abriu a fase de explicação pessoal apontando levantamento sobre quanto a Prefeitura economizaria com a redução de secretarias e cargos comissionados. “Reduzir o número de secretarias e cargos comissionados é uma forma de otimizar a administração pública, e isso que demonstro hoje com os número apresentados por meu levantamento. É urgente a necessidade de mudança na gestão municipal, o modelo atual não funciona, está provado. Essa Casa tem feito a fiscalização necessária e apresentado propostas, cabe à Prefeitura acatá-las”.

Rubens Nunes (MDB) comentou sobre os convênios aprovados na noite. “Aprovamos alguns projetos que permitirão a chegada de recursos em nossa cidade, sendo cindo deles voltados à saúde. Com esses convênios o município poderá adquirir novos equipamentos médicos, materiais e medicamentos. Sempre debatemos aqui a importância de encontrar meios para melhorar o atendimento à população, em especial em saúde, portanto, parabenizo os vereadores pela aprovação de todos os convênios”.

As eleições nacionais foram tema de Rodrigo Paixão (REDE). “Acredito que todo mundo está acompanhando o processo eleitoral, que efetivamente terá início nessa quinta-feira. Vivemos um ambiente político altamente contaminado, com gente com muito ódio, e vemos isso expresso em muitos candidatos, que defendem, entre outras coisas, intervenção de forças armadas. Vejo um movimento de pessoas saindo do Brasil, e entendo que esse não seja o caminho e, sim, que devamos encarar de frente os problemas do país, como uma democracia totalmente fragilizada”.

Marcos Ferraz (PSD) também teceu breves comentários sobre o cenário político nacional e as eleições presidenciais. “Vivemos um momento delicado, em que o extremismo tem se intensificado, não só nos candidatos à presidência, mas principalmente na população. Infelizmente esse momento me lembra o da Alemanha pós-Primeira Guerra, governada pelo nazismo. Quando vemos pessoas entusiasmadas com políticos que pregam políticas radicais isso nos preocupa muito, pois o radicalismo só leva ao mal. Espero que o povo brasileiro possa fazer uma análise e entender que tudo que o Brasil não precisa no momento é de um extremista”.

Sobre a manifestação de mães e jovens atletas que praticam modalidades esportivas pela Prefeitura, quanto aa falta de investimento em algumas modalidades e em especial no Centro Esportivo, Geraldinho Cangussu (PV) se colocou à disposição para conhecer melhor as demandas e buscar soluções. “Estou disposto a conversar e tentar resolver essas questões específicas tratadas pelas mães e atletas. Para cada demanda é preciso um investimento específico, por isso, é preciso compreender os pedidos e ver de que modo podemos contribuir para que a municipalidade possa atendê-las”.

Edu Gelmi (MDB) também tratou do tema dos alunos do Centro Esportivo. “Deve faltar comunicação e dinheiro na Secretaria para dar condições melhores às crianças que praticam atividades esportivas. Uma das mães afirmou que havia falado com o secretário e que foi informada que não havia previsão para realização de reforma no Centro Esportivo, e hoje, após visita dessas mesmas mães e atletas à Câmara, a municipalidade anuncia que até o final do ano providenciará a reforma. A Prefeitura precisa parar de gerir por conflito, esperar sempre ser provocada para realizar melhorias. Realmente esperamos que até o final do ano a situação seja resolvida, senão será mais uma vergonha que Vinhedo passará”.

Edson PC (PDT) anunciou a composição da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará os contratos da Prefeitura para compra de massa asfáltica. “Finalmente definimos os membros da CPI da massa asfáltica. Eu serei o presidente, Edu Gelmi relator e Flávia Bitar (PDT) membro. Já nessa semana começaremos nosso trabalho de investigação dos contratos da Prefeitura”.

Por fim, Carlos Florentino (PV) comentou sobre os trabalhos da Comissão Processante, a qual preside. “Muitos nos perguntaram sobre o afastamento do prefeito, e aqui reitero que ainda estamos analisando a possibilidade. Vamos aguardar o prefeito apresentar sua defesa prévia à denúncia e ao processo, em prazo máximo de 10 dias, e com base nisso decidiremos se realmente há necessidade de afastamento ou não durante o andamento da comissão”.

Fonte: Comunicação Institucional da Câmara de Vinhedo.

Últimas Notícias

Câmara reprova parecer de inconstitucionalidade ao projeto de Lei nº 58/2018leia mais

Sandro Rebecca apresenta aplicativo Bustimeleia mais

Nil Ramos solicita ampliação do Morando Legal para outros bairros de Vinhedoleia mais

Rodrigo Paixão explica nova retirada do projeto que autoriza Prefeitura a contratar nova concessionária de transporte públicoleia mais

Geraldinho Cangussú solicita regularização de lombada e recuo da faixa de pedestresleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia