Câmara Municipal de Vinhedo

Câmara aprova celebração de convênio entre Prefeitura e governo do Estado para recapeamento da Estrada da Boiada

Avenida Ana Lombardi Gasparini e Cachalote também poderão receber melhorias

Por unanimidade a Câmara aprovou na noite dessa segunda-feira, 10, pela 68ª Sessão Ordinária, o projeto de Lei nº 45/2018, que autoriza a Prefeitura a celebrar convênio com o governo do Estado de São Paulo para recapeamento asfáltico da Estrada da Boiada, Avenida Ana Lombardi Gasparini e Avenida Cachalote.

Apesar da aprovação Rodrigo Paixão (REDE) pediu comprometimento da Prefeitura, para que não venha a perder o repasse do Estado no futuro, por não atender exigências técnicas do projeto. “A Prefeitura tem um histórico negativo em convênios, perde recursos por não respeitar prazos e enviar os projetos exigidos. Aprovarei a celebração desse mais novo convênio, mas peço atenção da administração aos prazos, às exigência do Estado. A perda de verbas é um exemplo de improbidade administrativa”.

Paulinho Palmeira (PV), por sua vez, esclareceu que o convênio atende promessa do governo do Estado. “Essa era um promessa do governo do Estado, repassar valores para recapeamento em nossa cidade, e convênio é apenas uma autorização a futura efetivação da transferência de valores. Em solenidade no passado o governador já havia comunicado sobre esse repasse, porém, por estarmos em período eleitoral, pode ser que efetivamente essas verbas nunca venham a ser repassadas em nossa cidade. Esperamos que, de fato, os valores sejam repassados à Vinhedo e, caso não ocorra, a municipalidade deve seguir trabalhando para o recapeamento dessas vias por outros meios”.

Expediente

Na pauta da 68ª Sessão Ordinária foi apresentado um projeto de Resolução, dois requerimentos, cinco moções e sete indicações.

Todas as moções e requerimentos foram aprovados por unanimidade.

Explicação Pessoal

Marcos Ferraz (PSD) comentou sobre a sessão do Parlamento Jovem, realizada pela Câmara na última terça-feira, dia 06. “O projeto Jovem Parlamentar é acima de tudo um projeto de cidadania. Essa foi uma iniciativa muito improtante, que deverá ter sequência. Ainda na minha época de presidência, anos atrás, iniciamos uma proposta semelhante, mas realizada diretamente nas escolas. Fica aqui os meus parabéns aos idealizadores e organizadores”.

O atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro motivou Geraldinho Cangussú (PV) a fazer críticas à violência na política. “Toda forma de violência é errada, e deve ser repudiada. Não há justificativa. Assim como Bolsonaro, Mariele Franco também sofreu um atentado, ainda mais grava, e todos sabemos que ela pregava a paz. A violência deve ser combatida”.

Sobre os trabalhos da Comissão Processante, Flávia Bitar (PDT) relembrou que as oitivas das testemunhas será realizada nessa sexta-feira, 14, a partir das 08h30, no CEPROVI. “Estamos dando ampla publicidade aos atos da Comissão, e nessa sexta toda população e imprensa está convidada para acompanhar as oitivas das testemunhas”.

Edu Gelmi (MDB) também comentou sobre o Parlamento Jovem. “Essa iniciativa foi fantástica e teve um grande repercussão. Independente de quem for o proximo presidente dessa Casa, esse projeto deverá ser mantido. A política do Brasil e de Vinhedo precisa ser renovada, e essa é uma excelente prática rumo à renovação”.

Edson PC (PDT) reforçou sua proposta para implantação de ‘tribuna livre’ para que a população possa se pronunciar durante a sessão. “Continuarei insistindo na implantação da ‘tribuna livre’, a abertura de 15 minutos em cada sessão da Câmara para que até cinco munícipes, com três minutos cada, possam subir ao plenário para falar sobre assuntos relacionados à cidade”.

A campanha do Setembro Amarelo foi tema de Carlos Florentino (PV). “No ano passado, devido a ocorrência de diversos casos de suicídio, eu e o vereador Rui Macaxeira (PSB) desenvolvemos esse projeto para que campanhas sejam realizadas na cidade a fim de coibir a prática desses atos e conscientizar a população em gera sobre como agir em caso de suspeitas de que alguém queira se matar. Nesse mês a Prefeitura já está realizando a campanha”.

Sandro Rebecca (PDT) também tratou do Setembro Amarelo. “Essa campanha é de extrema importância, e a adoção de cores para essas campanhas objetiva justamente lembrar constantemente a população quanto à causa em questão. O suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens, e deve ser tratado com todo o cuidado pelo poder público”.

Por fim, Rubens Nunes (MDB) tratou da necessidade de reformas das passarelas de Vinhedo. “Não podemos mais ter passarelas com piso de madeira, que se deterioram com facilidade. É preciso que a municipalidade faça a troca desses pisos por materiais mais seguros”.

Fonte: Comunicação Institucional da Câmara de Vinhedo

Enviar comentário

Últimas Notícias

Câmara aprova projeto que prevê substituição de materiais plásticos descartáveis por biodegradáveis no âmbito da administração municipalleia mais

Vereador Rui Macaxeira confere entrega de títulos de propriedade às famílias do CDHUleia mais

CPI da “massa asfáltica” protocola ofício na Prefeitura concedendo novo prazo para envio de documentação pendenteleia mais

Nil Ramos solicita construção de pista de skate no Parque Ecológico da Capelaleia mais

Confiabilidade de radares volta a ser questionada por Rodrigo Paixãoleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia