Câmara Municipal de Vinhedo

Aprovado pela Câmara, projeto de lei limita-se a alterar o limite para desconto no pagamento à vista do IPTU

Projeto de Lei Complementar aprovado no Legislativo não altera o valor de base do IPTU, mas apenas a alíquota do desconto para pagamento à vista

Realizada nesta segunda-feira, 23, a 53ª Sessão Ordinária apresentou no Expediente seis requerimentos e cinco Moções. A Ordem do Dia teve três projetos, entre os quais destaque para a segunda discussão e votação do PLC 1/2018, altera o Código Tributário Municipal (Lei nº 1246/1984) na limitação dos descontos concedidos ao contribuinte que optar pelo pagamento de IPTU e Taxa de Serviços Públicos em parcela única.

Entre as Moções, a congratulação de autoria da vice-presidente da Câmara, Ana Genezini (MDB), ao Grupo Escoteiros Vinhedo 164º e ao Grupo Escoteiro Capela 264º pelo transcurso do Dia Mundial do Escoteiro, celebrado em 23 de abril. Aprovado por unanimidade, a Moção de Congratulações recebeu pronunciamento de diversos parlamentares, que exaltaram o excelente trabalho realizado pelos grupos escoteiros junto às crianças em Vinhedo.

Na Ordem do Dia, foram aprovados dois Projetos de Decreto Legislativo com honrarias concedidas pelos parlamentares à Heloisa Spanholeto da Silveira Bueno (Mulher Destaque) e Jovair de Jesus “Guila” (Cidadão Benemérito).

Tema de amplo debate no Legislativo vinhedense, o Projeto de Lei Complementar nº 1/2018 teve segunda discussão e votação nesta 53ª Sessão Ordinária. Por sete contra cinco votos, o Projeto de Lei Complementar foi aprovado, mantendo a votação da semana passada e alterando a redação da legislação, que agora limita em até 10% o desconto para pagamento à vista do imposto.

Durante a fase de discussão do PLC 1/2018, o vereador Sandro Rebecca (PDT) manteve a posição da primeira votação e explicou ser importante avaliar o impacto orçamentário do projeto, alertou que discorda da alteração feita redação e lamentou as comparações feitas com outras cidades. Por fim, considerou que não considera justo com a população manter as secretarias e reduzir os descontos no IPTU.

Rodrigo Paixão (REDE) questionou o quórum exigido para a aprovação do PLC e explicou que muitas pessoas fazem economias para poder pagar à vista o tributo. Lamentou que sem o desconto esses munícipes sentirão a falta do desconto e reafirmou seu voto contrário à alteração.

O vereador Edu Gelmi (MDB) tratou o projeto como “pegadinha do malandro” e disse que o PLC não traz benefícios para as pessoas. Reafirmou seu voto contrário.

Marcos Ferraz explicou que a nova redação é uma forma de atualizar o desconto do IPTU e foi proposto por profissionais de assessoria especializada em economia, sendo um importante mecanismo de adequação da tributação municipal.

Edson PC manteve seu voto contrário à mudança no IPTU e explicou estar votando em acordo com o desejo da comunidade, a qual alegou ser sempre consultada em suas decisões.

Paulinho Palmeira (PV) afirmou a importância do incentivo para quem paga o imposto à vista – mas explicou que este incentivo precisa ser adequado ao atual cenário econômico, já muito diferente da época em que esta legislação foi criada.

Pelas lideranças, a vereadora Ana Genezini afirmou que não acha justo retirar um benefício da população e que há outras formas de fazer crescer a receita, respeitando as conquistas que o povo já tem. Também pela liderança, Paulinho Palmeira considerou o projeto justamente como uma das formas de adequar a economia do município. Marcos Ferraz também se pronunciou pelas lideranças e reafirmou a importância da adequação do desconto no pagamento à vista do IPTU.

 

Explicação Pessoal

A visita ao Parque da Capela foi um dos temas do vereador Rodrigo Paixão (REDE), que apresentou questionamentos sobre o investimento e os envolvidos na realização das obras, mencionando Prefeitura, Sanebavi e empresa contratada para a empreitada. Destacou a importância do Parque Ecológico naquela região do município e explicou que é fundamental cuidar do meio ambiente para a preservação dos mananciais.

Nil Ramos (PSDB) apresentou a agenda do Parlamento Jovem e o trabalho desenvolvido junto aos jovens da rede municipal de Educação. Destacou os investimentos no asfalto da Av. João Edueta, no Parque Ecológico da Capela e do Centro Esportivo do Altos do Morumbi. O presidente da Câmara afirmou a importância do trabalho na busca por recursos parlamentares e os benefícios destas conquistas para os cofres do município.

O vereador Marcos Ferraz (PSD) elogiou a realização da Festa do Milho e parabenizou a organização, voluntários e comunidade envolvida. Sugeriu que o modelo desta festividade seja analisado pela comissão organizadora da Festa da Uva. Lamentou atos de vandalismo ocorrido na cidade em mensagem publicitária política e ressaltou que independente de partido ou grupo, a defesa dos mais diversos pontos de vista devem ser feita de forma ética e respeitando a democracia.

Edu Gelmi (MDB) ressaltou o manifesto feito por comerciantes de Vinhedo e explicou que as mudanças em trânsito solicitadas por eles devem ser analisadas pela municipalidade, pois é necessário dialogar. Enalteceu o investimento no Parque Ecológico a Capela, mas reiterou a necessidade de eficiência no suprimento de medicamentos, ajustando inicialmente o que já existe, como a Policlínica. Lamentou a forma de gestão dos recursos municipais empregados na então locação do prédio que deveria servir a Polícia Militar – mas que por erro da Prefeitura deixou a corporação sem a nova sede e ainda obriga, agora, os gestores municipais envolvidos a devolver R$ 156 mil aos cofres públicos.

Edson PC (PDT) apresentou denúncias sobre a utilização do pronto pagamento por funcionários da Prefeitura, que estariam utilizando os recursos de forma irregular. Afirmou que já havia alertado a Administração Municipal sobre o erro na locação do prédio para uso da Polícia Militar e hoje considera confirmado o valor de seu trabalho com o apontamento do Ministério Público, que determinou o retorno aos cofres públicos dos valores gastos com a locação. Edson PC afirmou que fez requerimento pedindo esclarecimentos sobre um suposto caso de diretor da Prefeitura que recebe adicional de periculosidade, que segundo o vereador é irregular.

Carlos Florentino (PV) mencionou as solicitações feitas pelos comerciantes de Vinhedo e se colocou a disposição para auxiliar e trabalhar para o crescimento o movimento nos comércios da cidade, notadamente nos pedidos de alteração no sentido de trânsito da Rua Nove de Julho. Pediu a revisão e substituição de viaturas utilizadas pela Guarda Municipal de Vinhedo e solicitou que a Prefeitura analise e coloque em prática as solicitações da Câmara que tem por objetivo dar melhor condição de trabalho e valorização para os membros da GCM de Vinhedo.

O vereador Sandro Rebecca (PDT) elogiou a organização da Festa do Milho e destacou o voluntariado no sucesso do evento. Destacou também o trabalho realizado junto às crianças de Vinhedo pelos grupos escoteiros. Reafirmou seu respeito pela democracia, mas apontou as inconsistências que o motivaram a votar contrário ao Projeto de Lei Complementar que reduz o desconto no pagamento à vista do IPTU, entre os quais a pesquisa demonstrando os índices de desconto nas cidades da região. Encerrou mencionando a cidade de Louveira, que concede descontos maiores no IPTU de imóveis que investem em telhado ecológico e outras medidas ecológicas.

 


Fonte: Comunicação Institucional da Câmara de Vinhedo.

Últimas Notícias

Iniciativa de Flávia Bitar traz para Vinhedo treinamento sobre situações de maus tratos contra animaisleia mais

Rodrigo Paixão enaltece emenda impositiva nº 03, que alterou disposições na Lei Orçamentária Anualleia mais

Paulinho Palmeira ressalta novamente a importância da instalação da rede de esgoto e de águaleia mais

Marcos Ferraz comenta sobre alterações no trânsito do Centro e modernização da Zona Azulleia mais

Sandro Rebecca aponta questionamento dos professores em relação à nova atribuição das aulasleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia