Câmara Municipal de Vinhedo

Vereadores fiscalizam e propõem ações na questão dos remédios separados para incineração em sala da Santa Casa

Membros da Comissão Permanente de Saúde e vários outros parlamentares participaram da reunião com o secretário de Saúde, dr. Alexandre Viola e membros do Conselho Municipal de Saúde

  • 12
  • 7
  • 9
  • 10
  • 11
  • 8
  • 5
  • 4
  • 3
  • 2
  • 6
  • 1

Oito parlamentares participaram da reunião realizada na manhã de quarta-feira (29), na Santa Casa de Vinhedo com o objetivo de analisar e propor ações para a questão dos remédios separados para incineração em sala do hospital de Vinhedo. Todos os integrantes da Comissão de Saúde, Educação, Cultura e Esportes, vereador Márcio Melle (PMN), presidente; Edu Gelmi (PMDB), relator e Rui Nunes “Macaxeira” (PSB), acompanhados pelos vereadores Marcos Ferraz (PSD), Paulinho Palmeira (PV), Rodrigo Paixão (REDE), Rubens Nunes (PMDB) e Sandro Rebecca (PDT) ouviram as informações fornecidas pelo secretário de Saúde, dr. Alexandre Viola e fiscalizaram o local.

“A Santa Casa está apenas ajudando. Estes medicamentos foram recolhidos pela Rede Municipal de Saúde. Precisamos deixar isso bem claro para todos”, propôs Márcio Melle logo no início da reunião. Assim que a sala de medicamentos foi aberta pelo gestor geral da Santa Casa, Celso Beltramini, o médico e secretário municipal de Saúde, dr. Alexandre Viola apresentou esclarecimentos sobre a medicação separada e a importância da correta destinação.

Entre os presentes, Francisco de Assis Albino, presidente do Conselho Municipal de Saúde; membros do CMS; Marcel Bertinato, chefe de gabinete da Secretaria de Saúde; diretores e técnicos da Secretaria de Saúde; o diretor técnico da Santa Casa, dr. Adriano Eurico Chitacumula e o médico Omar Ahmad Abbas.

Após as informações fornecidas pelo secretário de Saúde, os vereadores fiscalizaram a sala e apresentaram considerações. Entre os apontamentos feitos foi destacada a importância de a Prefeitura responder, com agilidade e de forma completa, o Requerimento 37/2017, de autoria do vereador Rodrigo Paixão, que ressaltou a importância de manter todos os medicamentes adequadamente armazenados até a análise das respostas ao Requerimento.

O vereador Rui Nunes “Macaxeira” também prefere aguardar o encaminhamento das respostas ao Requerimento. “Tenho dúvidas ainda; vou aguardar a resposta do requerimento”, comentou.

Marcos Ferraz ressaltou a importância do trabalho de fiscalização realizado pelos vereadores. “É muito importante este trabalho da Câmara de visita in loco para verificar o que de fato está sendo descartado e o porquê do descarte, a fim de se corrigir eventuais falhas e minimizar perdas no futuro. A Câmara está fazendo sua parte, resta a prefeitura tomar as medidas sugeridas pelos vereadores para melhorar a gestão dos medicamentos. O atual secretário da saúde me parece consciente da necessidade de correções, tanto que já colocou em prática uma série de mudanças desde que assumiu. Vamos continuar atentos.”

“Foi muito satisfatória a visita. Temos que ficar atentos, cobrar normas e procedimentos a fim de se evitar perdas dos medicamentos, e sempre buscando controles mais exatos”, argumentou Paulinho Palmeira.

Os vereadores Edu Gelmi, Rodrigo Paixão, Rui Nunes “Macaxeira” e Sandro Rebecca cobraram o desenvolvimento de uma melhor gestão dos medicamentos no município.  Segundo o vereador Rodrigo Paixão, será necessária ainda uma explicação de como eram feitas a dispensação dos medicamentos. “Solicitei essas e outras informações por meio de Requerimento à Prefeitura e aguardaremos a resposta. O que está claro, em  minha opinião, é que houve ao menos um problema de gestão”, afirma Rodrigo Paixão.

Para o presidente da Comissão Permanente de Saúde na Câmara de Vinhedo, vereador Márcio Melle, a incineração dos medicamentos através do contrato firmado na Santa Casa com fornecedor habilitado para o serviço é uma alternativa inteligente. “A Santa Casa está sob intervenção da Prefeitura, que tem feito grandes investimentos no hospital. Considero que esta é uma alternativa inteligente preservar os recursos financeiros e realizar a incineração dos remédios vencidos na rede municipal”, explica.

Os medicamentos permanecem guardados em sala reservada, na Santa Casa de Vinhedo até a análise das respostas ao Requerimento 31/2017, que solicitou informações sobre medicamentos comprados pela Prefeitura e recebidos dos governos Federal e Estadual, ano a ano, desde 2009 com discriminação de valor; relação de medicamentos dispensados desde 2013; cópia do convênio que legalizou a guarda dos medicamentos em questão na Santa Casa e relatório que explique e justifique o que foi realizado nos últimos anos, desde 2013, em relação à política de destinação final dos resíduos sólidos da saúde pública, incluindo medicamentos.


Fonte: Comunicação Institucional da Câmara Municipal de Vinhedo

Últimas Notícias

Câmara sedia 3ª Reunião e Assembleia Geral do Parlamento Metropolitano da RMCleia mais

Sandro Rebecca propõe estudos para melhoras na inclusão do jovem no mercado de trabalholeia mais

Geraldinho Cangussú relembra programação da Operação Cidade Limpaleia mais

Ana Genezini convida população a prestigiar Marcha para Jesusleia mais

Edu Gelmi comenta gravidade da dívida do município e parcelamento do prejuízo pelos próximos dezessete anosleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia