Câmara Municipal de Vinhedo

Sancionada, Lei de autoria do vereador Carlos Florentino institui Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia

Projeto de Lei de autoria do parlamentar, aprovado por unanimidade na Câmara, foi sancionado esta semana pelo chefe do Executivo Municipal

Esta semana, Carlos Florentino (PV), vereador e 2º secretário da Câmara de Vinhedo, acompanhou a assinatura da Lei Municipal 3.750/2017, que institui em Vinhedo a Semana Municipal de Prevenção e Combate à Microcefalia, uma proposta do parlamentar já aprovada, por unanimidade, na Casa de Leis. No Projeto, Carlos Florentino propôs a criação de parceria com empresas do ramo privado, faculdades e outras esferas de Governo visando à promoção de atividades e eventos socioeducativos, campanhas, palestras e seminários sobre o tema.

Sancionada pelo prefeito Jaime Cruz (PSDB), a proposta do vereador Carlos Florentino tem por finalidade realizar ações para a prevenção e para a efetivação do tratamento dos pacientes acometidos. A realização da Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia incluirá o dia 12 de outubro, conforme proposta original do Projeto de Lei de autoria do parlamentar, que considera importante a relação com a data em que se comemora também a Semana da Criança.

Durante o período, serão realizadas ações de conscientização com a população sobre a importância de combater o Aedes Aegypti, transmissor da zika, doença que provoca a microcefalia, além de outras ações, como estímulo à realização do acompanhamento pré-natal.

“É importante destacar os objetivos da Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia, como informar quais medidas devem ser tomadas à prevenção da microcefalia”, comentou o vereador Carlos Florentino durante o momento da assinatura da nova Lei, ao lado do prefeito Jaime Cruz.

A nova legislação também prevê parcerias com empresas privadas, faculdades e com outras esferas de governo, visando à promoção de atividades e eventos socioeducativos, campanhas, palestras e seminários sobre o tema.

A Microcefalia

A microcefalia é uma má-formação congênita na qual o tamanho da cabeça e do cérebro da criança é significativamente menor do que a média. Trata-se de alteração rara, porém que teve crescimento de sua incidência a partir da epidemia do Zika vírus, em 2015.

São causas da microcefalia, entre outras, o zika vírus, rubéola, toxoplasmose, varicela, desnutrição materna, uso de álcool ou drogas durante a gravidez. Para o Carlos Florentino, é importante destacar os objetivos da Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia, como conscientizar a população a respeito da necessidade do combate ao foco do mosquito transmissor durante todo ano; informar quais medidas devem ser tomadas à prevenção da microcefalia; realizar campanhas de vacinação contra as causas de microcefalia que possam ser combatidas desta forma e estimular a realização do acompanhamento pré-natal rigoroso.


Fonte: Gabinete do vereador Carlos Florentino (PV)

Últimas Notícias

Presidente Edu Gelmi e vereadores recebem visita da Rainha e Princesas da Festa da Uva e do Vinho de Vinhedoleia mais

Com Edu Gelmi na presidência, nova mesa diretora da Câmara chefiará os trabalhos do Legislativo no biênio 2019/2020leia mais

Legislativo mantém serviços à população durante o período de recessoleia mais

Nil Ramos apresenta resultados do exercício 2018: mais de R$ 3 milhões em economia destinada ao Executivoleia mais

Secretário de Saúde presta contas a presidente da Câmara referente à aplicação de emenda impositiva à LOA 2018leia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia