Câmara Municipal de Vinhedo

Sancionada, Lei de autoria do vereador Carlos Florentino institui Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia

Projeto de Lei de autoria do parlamentar, aprovado por unanimidade na Câmara, foi sancionado esta semana pelo chefe do Executivo Municipal

Esta semana, Carlos Florentino (PV), vereador e 2º secretário da Câmara de Vinhedo, acompanhou a assinatura da Lei Municipal 3.750/2017, que institui em Vinhedo a Semana Municipal de Prevenção e Combate à Microcefalia, uma proposta do parlamentar já aprovada, por unanimidade, na Casa de Leis. No Projeto, Carlos Florentino propôs a criação de parceria com empresas do ramo privado, faculdades e outras esferas de Governo visando à promoção de atividades e eventos socioeducativos, campanhas, palestras e seminários sobre o tema.

Sancionada pelo prefeito Jaime Cruz (PSDB), a proposta do vereador Carlos Florentino tem por finalidade realizar ações para a prevenção e para a efetivação do tratamento dos pacientes acometidos. A realização da Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia incluirá o dia 12 de outubro, conforme proposta original do Projeto de Lei de autoria do parlamentar, que considera importante a relação com a data em que se comemora também a Semana da Criança.

Durante o período, serão realizadas ações de conscientização com a população sobre a importância de combater o Aedes Aegypti, transmissor da zika, doença que provoca a microcefalia, além de outras ações, como estímulo à realização do acompanhamento pré-natal.

“É importante destacar os objetivos da Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia, como informar quais medidas devem ser tomadas à prevenção da microcefalia”, comentou o vereador Carlos Florentino durante o momento da assinatura da nova Lei, ao lado do prefeito Jaime Cruz.

A nova legislação também prevê parcerias com empresas privadas, faculdades e com outras esferas de governo, visando à promoção de atividades e eventos socioeducativos, campanhas, palestras e seminários sobre o tema.

A Microcefalia

A microcefalia é uma má-formação congênita na qual o tamanho da cabeça e do cérebro da criança é significativamente menor do que a média. Trata-se de alteração rara, porém que teve crescimento de sua incidência a partir da epidemia do Zika vírus, em 2015.

São causas da microcefalia, entre outras, o zika vírus, rubéola, toxoplasmose, varicela, desnutrição materna, uso de álcool ou drogas durante a gravidez. Para o Carlos Florentino, é importante destacar os objetivos da Semana de Prevenção e Combate à Microcefalia, como conscientizar a população a respeito da necessidade do combate ao foco do mosquito transmissor durante todo ano; informar quais medidas devem ser tomadas à prevenção da microcefalia; realizar campanhas de vacinação contra as causas de microcefalia que possam ser combatidas desta forma e estimular a realização do acompanhamento pré-natal rigoroso.


Fonte: Gabinete do vereador Carlos Florentino (PV)

Últimas Notícias

Câmara rejeita relatórios da Comissão Processante e processo é arquivadoleia mais

Permissão para abertura de pequeno comércio em áreas de interesse social é tema de Nil Ramosleia mais

Vereadores se reúnem com Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência para tratar da implantação de serviço especializado de transporte na cidadeleia mais

Vereador Paulinho Palmeira destaca campanha Novembro Azulleia mais

Edu Gelmi explica necessidade de alterações ao projeto de Lei que trata da nova concessão do serviço de transporte públicoleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia